Coppe-UFRJ se une a parceiros para dar opções de energia renovável ao Acre

Em parceria com o governo do estado, setores de clima e energia e do WWF, Coppe-UFRJ mostra estudo de casos com três alternativas de energia renovável para ajudar a desenvolver o Acre

Parceria envolvendo a Coppe – Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) -, o governo do Acre – através do Instituto de Mudanças Climáticas (IMC) -, setores de clima e energia e o WWF/Brasil originou um estudo de caso que aponta para três alternativas de energia renovável, no estado: a partir da biomassa, com a mandioca, florestas energéticas de espécies arbóreas e a geração de energia fotovoltaica, utilizando energia solar. As informações são da Agência Brasil.

EnergiaRenovavel_sxc.hu-1051412

Alternativas consistem em geração de energia a partir da biomassa, com a mandioca, florestas energéticas de espécies arbóreas e a geração de energia fotovoltaica, utilizando energia solar/Foto: Divulgação

Inicialmente, a Coppe-UFRJ e a WWF fizeram um mapeamento da situação da energia do Acre, em comunidades isoladas. Depois, a ideia é justamente indicar que essa situação implica em geração de renda e de emprego, além de trazer maior independência para o estado no sentido energético e um maior desenvolvimento favorecendo também as comunidades, bem como a redução das emissões de gases do efeito estufa.

Para saber mais sobre esse e outros temas ambientais, inscreva-se no MBE, a mais reconhecida Pós-Graduação em Meio Ambiente do Brasil, e torne-se um especialista, com certificado de especialista concedido pela Coppe/UFRJ. Nosso módulo de energias renováveis foi ampliado recentemente e você terá a oportunidade de aprender e debater esse e outros assuntos.

Faça parte da 39ª turma: http://www.meioambiente.coppe.ufrj.br/a-pos-graduacao/


MBE-COPPE/UFRJ formando especialistas ambientais desde 1998 - mbcursos.coppe.ufrj.br

Comentários