Campanha para reduzir o uso de sacolas plásticas volta em 2014

n61

Uma nova campanha para estimular a redução do uso de sacolas plásticas está prevista para 2014, em uma medida do Ministério do Meio Ambiente (MMA) com a Associação Brasileira de Supermercados (Abras). O órgão espera dar continuidade ao sucesso da iniciativa anterior, intitulada “Saco é um saco”, implementada em 2010 e responsável pela redução do consumo de 5 bilhões de unidades e na mudança de comportamento por parte dos consumidores. O acordo firmado entre as duas instituições espera uma redução de 30% na oferta do produto nos supermercados ainda este ano, e de 40% até 2015.

Marcelo Justo/Folhapress

Marcelo Justo/Folhapress

Em audiência pública na Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados sobre soluções para o uso indiscriminado de sacolas plásticas no país, a secretária de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental do MMA, Mariana Meireles, informou que o objetivo da nova campanha é abordar a questão da responsabilidade compartilhada, prevista na Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Mariana também ressaltou que a proposta do MMA não é banir as sacolas plásticas, mas chamar a atenção para a redução e o uso consciente do produto. Para ela, o desenvolvimento de campanhas de educação ambiental e o fim da distribuição gratuita aos consumidores representam medidas de impacto positivo no consumo desenfreado.

Segundo dados apresentam pela Abras, o consumo de sacolas plásticas aumentou em 2012 e a previsão é de que este ano siga esta tendência de alta. Já pesquisas realizadas pelo MMA indicam que 27% dos consumidores seriam favoráveis ao fim da distribuição dos produtos, enquanto 60% dos entrevistados apoiam a aprovação de leis que limitam o seu uso.


MBE-COPPE/UFRJ formando especialistas ambientais desde 1998 - mbcursos.coppe.ufrj.br

Comentários